top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipe Negócios

Relatório de Sustentabilidade. O que é, e como fazer?

O que são Relatórios de Sustentabilidade?

Relatórios de sustentabilidade são uma ferramenta de autogestão usada pelas empresas para comunicar com transparência suas práticas, metas, e desempenho visando minimizar seu impacto ambiental, promover equidade social, e garantir boas práticas de governança corporativa. Além disso, também são usados como comparativo anual em relação a outras empresas no mesmo setor, permitindo o acompanhamento do progresso do desenvolvimento sustentável e servindo como um autodiagnóstico em aspectos de impacto socioambiental. É através de relatórios de sustentabilidade que as partes interessadas ficam cientes sobre o impacto que as impresas geram, assim como os riscos e oportunidades que elas enfrentam, além de seus resultados financeiros, demonstrando ética e responsabilidade social-corporativa. Relatórios de sustentabilidade destacam as iniciativas e resultados alcançados pela organização em áreas como redução de emissões de carbono; gestão eficiente de recursos naturais; promoção da diversidade e inclusão; bem-estar dos funcionários; engajamento com comunidades locais; e transparência na tomada de decisões. 


À medida que o mundo evolui, relatórios de sustentabilidade se tornam cada vez mais comuns, se tornando até mandatórios em alguns lugares, como na Europa, onde foram estabelecidas regras pela União Européia que exigem que empresas de determinado porte relatem seu desempenho em sustentabilidade. Isso resulta na criação de normas globais que permite que as partes interessadas analisem com mais eficiência. Atualmente o modelo de relatório de sustentabilidade mais adotado é o Global Reporting Initiative (GRI), além dele existe também Carbon Disclosure Project (CDP), Climate Disclosure Standards Board (CDSB), Taskforce on Climate Related Disclosures (TCFD), Value Reporting Foundation (VRF) entre outros.


Relatório de Sustentabilidade

Por que fazer um Relatório de Sustentabilidade?

Relatórios de sustentabilidade são importantes e geram benefícios através de diversos fatores, como:


Aperfeiçoamento na reputação e vantagem competitiva

Em um mundo onde adotar práticas sustentáveis não é mais um adicional atrativo e sim quase que uma obrigação. Empresas que estão alinhadas com fatores socioambientalmente sustentáveis e demonstram ser transparentes estão mais suscetíveis a se destacarem, ganharem lealdade de clientes recorrentes e atrairem possíveis novos. Afinal, dificilmente uma empresa que não está inteirada deste tema conseguirá se manter forte no mercado.


Melhora da tomada de decisão e planejamento estratégico

Ao reunir, examinar e compartilhar dados relativos ao seu desempenho em questões sustentáveis, uma empresa pode adquirir uma compreensão mais precisa de suas vantagens e desvantagens, estabelecer e avaliar seus objetivos de sustentabilidade, além de elaborar estratégias de ação mais eficazes e voltadas para resultados.


Satisfação de expectativas dos colaboradores e fortalecimento da cultura empresarial

Os funcionários da empresa são a principal parte interessada para apresentação do relatório. Uma equipe engajada contribui para o aumento da percepção do verdadeiro valor da organização, resultando em aumento da retenção de talento, e lealdade dos funcionários, consequentemente gerando melhor desempenho da empresa como um todo.


Ampliação de acesso ao capital

Ultimamente o número de investidores que se preocupam com fatores de sustentabilidade nas empresas vem crescendo, especialmente após o anúncio do Larry Fink (CEO da Blackrock, maior gestora de ativos dos Estados Unidos) em 2020 de que só investiria em ativos de empresas que estivessem alinhadas com valores de sustentabilidade ativas na luta contra as mudanças climáticas. Portanto, elaborar um relatório de sustentabilidade eficiente se torna um atrativo para potenciais investidores. 


Aumento de eficiência e redução de desperdício

Ao elaborar um relatório de sustentabilidade, automaticamente resulta na criação de processos efetivos e facilita a tomada de decisões por toda a cadeia de produção. Adotar procedimentos sustentáveis resulta na diminuição de riscos, desperdícios e aumenta a efetividade produtiva, gerando significativas economias de custo.


Como fazer um Relatório de Sustentabilidade e o que deve conter?

Relatórios podem ser extensos e demandam muita informação, dados e conteúdo. Para ser efetivo, o conteúdo precisa ser transmitido de forma criativa e objetiva, com as melhores soluções editoriais e de design combinadas às diferentes metodologias de reporte. Para isso é necessário seguir as seguintes etapas: 


  1. Identificar as partes interessadas e definir os tópicos relevantes para a sua organização é crucial. Nesse contexto, é fundamental reunir informações precisas sobre as práticas ambientais, sociais e de governança (ESG), além de estabelecer indicadores que possibilitem a avaliação do desempenho em cada uma dessas áreas. 

  2. Elaborar um plano de comunicação claro, adaptado ao público-alvo, é essencial. Organizar os dados e análises de forma objetiva e coesa, evidenciando conquistas, desafios e metas, é recomendável, isso inclui um retrato de como a organização identifica e gerencia riscos e oportunidades, sendo benéfico também incluir exemplos tangíveis de ações e seus impactos.

  3. Demonstrar a conformidade com padrões reconhecidos, como os da GRI, ao contextualizar o relatório com a visão e os valores da empresa, é uma prática relevante. A transparência em relação aos riscos e oportunidades identificados é fundamental. 

  4. Manter a ferramenta constantemente atualizada, incorporando o feedback dos stakeholders para aprimorar futuras edições, é crucial. Um relatório de sustentabilidade bem elaborado não apenas reflete o compromisso da empresa com a sustentabilidade, mas também estabelece uma base sólida para a melhoria contínua do desempenho em ESG.


Evitando Greenwashing


É muito comum, porém, em relatórios de sustentabilidade ocorrer o Greenwashing. Greenwashing, em português "lavagem verde" acontece quando uma organização se vende como sustentável, mas na verdade não é. Isso pode ocorrer através de omissão ou falta de explicação de informações pertinentes, publicidade de informações irrelevantes, entre outras práticas. Segundo a Pesquisa Global com Investidores 2023 da PwC (multinacional de auditoria e consultoria), nove em cada dez investidores brasileiros (98%) dizem que relatório corporativos de sustentabilidade contém informações não comprovadas, e no contexto mundial, o índice de percepção de greenwashing é de 94%.


Para isso não ocorrer, é de extrema importância ter o compromisso da alta gestão. É necessário contar com o engajamento dos colaboradores da empresa, para isso a alta gestão precisa estar completamente alinhada com a proposta do relatório, e orientar seus funcionários a seguirem o exemplo. Outro ponto importante é realizar uma análise de materialidade, isso permitirá identificar os assuntos mais importantes, que têm maior impacto na organização, e de mais relevância para as partes interessadas. Além disso, é necessário identificar os problemas de sustentabilidade mais relevantes, e coletar os dados necessários para comunicar com transparência todas as informações, oportunidades e desafios.


Por fim, é imprescindível manter o relatório atualizado ano a ano e manter um compromisso contínuo com o desenvolvimento sustentável, para isso a equipe de especialistas em consultoria do Inmar está aqui para ajudar a criar relatórios de sustentabilidade impactantes e alinhados com seus valores! Clique aqui para saber mais sobre os nossos serviços e como podemos te ajudar! Juntos, podemos construir um futuro mais sustentável para o seu negócio e para o planeta.


3.703 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Ivan Moreira
Ivan Moreira
Jun 01

Parabéns ao Instituto Maré, pelo maravilhoso texto, onde traz informações precisas em uma linguagem padrão, mostrando-se a importância do relatório de sustentabilidade.

Like
bottom of page